7 cuidados indispensáveis no preenchimento facial

Você reconhece os riscos de uma técnica mal feita? Rosto inchado, perda da expressão facial e hematomas são apenas alguns deles!

Disfarçar as marcas da idade, incluindo as linhas de expressão, é uma preocupação cada vez mais comum.

Não só porque a juventude é bastante valorizada, mas porque o desenvolvimento da indústria estética oferece soluções eficientes e com custos que se ajustam a vários tipos de orçamento.

Na prevenção, o uso de filtro solar e de cremes com ativos que estimulam a produção e colágeno continuam imbatíveis. O preenchimento facial, por sua vez, é alternativa para quem já tem o que esconder.

Aplicações que não duram mais de vinte minutos apagam rugas e sulcos que demoraram anos para se formar, dão mais firmeza para as maçãs do rosto e devolvem o volume dos lábios.

Mas, para garantir esses resultados, uma série de cuidados é essencial . Deixa-los de lado pode custar a perda da expressão facial, inchaço e até inflamações.

Evite problemas como esses tomando sete cuidados indicados pelos especialistas:

Procure um profissional habilitado

Nada de fazer preenchimento facial em qualquer lugar ou com gente que nem é habilitada para isso. A técnica tem que ser feita no consultório. Um profissional que não tiver os requisitos para fazer a aplicação, pode aplicar o produto no ponto inadequado, usar fórmulas de baixa qualidade ou ceder aos pedidos exagerados do paciente.

Evite as alergias

Polimetilmetaacrilato (PMMA), colágeno, gordura: muitas substâncias podem ser usadas para o preenchimento, mas eu Dr Vítor, indico o ácido hialurônico como a mais eficiente. Dentre as vantagens do produto, está a baixa incidência de alergias que ocorre no seu uso. Isso acontece porque esta substância está naturalmente presente no organismo, preenchendo o espaço entre as células. Já o PMMA, por exemplo, é uma substância completamente estranha ao corpo humano.

Fuja do excesso

Muitos pacientes aplicam mais preenchimento do que a pele precisa, perdendo o contorno dos lábios ou ficando com eles inchados demais. O profissional deve devolver ao paciente apenas aquele volume que foi perdido pelo envelhecimento e não acrescentar volume extra.

Fracione as aplicações e use pequenas doses

O segredo está em fazer aplicações de pequenas doses e fracionar as sessões em pelo menos duas visitas. Fazendo o procedimento aos poucos, fica mais fácil notar excessos. Além disso, passado o inchaço após a aplicação inicial, dá para diferenciar os pontos em que ainda é necessária a aplicação daqueles onde as rugas já foram embora.

Para saber mais sobre qual é o procedimento adequado para o SEU tipo de rosto, clique aqui!

Cuide depois

O preenchimento facial pode deixar alguns hematomas. Isso acontece porque as agulhas podem machucar algum vaso sanguíneo de pequeno calibre. O resultado é um sangramento que se transforma numa manchinha roxa no seu rosto. Mas o problema some em alguns dias. Fica a dica: “Faça a aplicação de gelo no local – que ajuda na reabsorção do hematoma – ou converse com o profissional e peça uma pomada para acelerar a recuperação”.

Opte por produtos de duração menor

O ácido hialurônico, tratamento preferencial para o tratamento de rugas e sulcos, dura de 6 a 18 meses. Se você está incomodada com o resultado do preenchimento, parece muito tempo, mas certamente é melhor que passar por uma cirurgia para a retirar o produto, como acontece com o PMMA.

Apele para a reversão

Se você definitivamente não gostou do resultado, não precisa se desesperar. Os tratamentos para preencher rugas e sulcos têm reversão, até mesmo se feitos com o polimetilmetaacrilato (PMMA), de efeito definitivo. Já produtos temporários, como o ácido hialurônico, têm antídotos mais brandos, que agem em 24 horas. Não tenha vergonha de se arrepender. Se você está descontente com o resultado, converse com o profissional responsável e procure uma solução.

O importante é que você se sinta feliz e com a autoestima elevada!

E para conhecer um pouco mais sobre Harmonização Orofacial, se inscreva no meu canal do YouTube.

Até o próximo post,