Todo mundo pode fazer Bichectomia?

Se você já pensou em melhorar o contorno do seu rosto você provavelmente já cogitou fazer uma bichectomia.

Mas, quando foi pesquisar sobre o assunto se deparou com um mar de dúvidas.

Inclusive se a bichectomia é, de fato, indicada para todos os casos.

Mas primeiro devemos entender o que é a bichectomia, como ela funciona e então se ela tem restrições. 

Vamos lá?

O que é a bichectomia?

A bichectomia é um procedimento de retirada de gordura, mais especificamente das bolas de Bichat da bochecha. 

As bolas de Bichat são bolinhas de gordura localizadas na lateral interna das nossas bochechas, posicionadas entre a região anterior do músculo masséter e bucinador.

A função dessas bolas de gordura é, durante o período em que somos alimentados através da amamentação, fazer a lubrificação entre esses dois músculos para que não seja criado nenhum atrito e o processo de amamentação aconteça corretamente.

Depois desse período elas perdem a sua função, mas podem dar uma aparência mais rechonchuda e arredondada à face de algumas pessoas.

A retirada das bolas de bichat é bem simples, sendo feita por meio de um pequeno corte por dentro da boca, na gengiva.

Um procedimento minimamente invasivo que não deixa cicatrizes visíveis.

Qual é o resultado da bichectomia?

A bichectomia pode ser uma solução bem satisfatória: além de afinar o rosto do paciente, a retirada das bolinhas faz com que a região da mandíbula fique mais realçada criando uma aparência muito mais delineada e ainda mais jovem!

Hoje nós conseguimos alcançar uma redução de até 70% na espessura da aparência da face, tornando o rosto mais fino e harmonioso.

Além disso, vemos também um realce nas maçãs do rosto – tudo contribuindo para esse aspecto mais harmonioso que é o que nossos pacientes buscam!

Leia também: Harmonização facial, uma especialização da odontologia.

Mas será que todos podem fazer?

Por se tratar de um procedimento simples, pouco invasivo e completamente estético, sim, qualquer pessoa descontente com sua aparência pode fazer bichectomia.

Mas, há casos em que a bichectomia não se indica. Como em pessoas que possuem um rosto mais alongado ou magro.

 Nesse caso, as bolas de Bichat têm uma pequena atribuição na sustentação daquele tipo de face.

Por isso, quando um paciente com esse perfil busca por melhorias no contorno facial, normalmente indico o preenchimento e não a bichectomia.

Muitos dos pacientes que nos procuram em relação à bichectomia apresentam as mesmas queixas: desconforto ao se ver em fotos, insegurança quanto à aparência e muitas outras questões que podem se resolver facilmente com esse procedimento.

Por isso, como todo procedimento, é indispensável uma avaliação cautelosa do profissional, visto que não queremos surpresas desagradáveis no resultado final.

Conclusão

Basicamente, a bichectomia está liberada a qualquer pessoa, porém nem sempre a indico. Por isso, sua indicação demanda ética e profissionalismo por parte de quem for realizar o procedimento.

O profissional mais indicado a realizar a bichectomia hoje é, sem dúvidas, o cirurgião-dentista. 

Até pela enorme familiaridade que temos com a região bucal, o dentista é altamente qualificado e habilitado para fazer esse procedimento.

Se você se incomoda com o formato do seu rosto, volume das suas bochechas ou qualquer que seja a sua queixa que pode ser resolvida com a bichectomia, não deixe de fazer uma avaliação e buscar sempre pela sua autoestima.

Para tirar mais algumas dúvidas sobre o assunto, deixo abaixo um dos meus vídeos no Youtube sobre bichectomia.

Até breve!