You are currently viewing Queda de cabelo tem prevenção?

A queda de cabelo é uma condição que afeta diversas pessoas nas mais diversas faixas etárias. Inclusive, muitas pessoas temem a calvície ao ver os cabelos caindo em excesso.

A verdade é que, normalmente, perdemos cerca de 100 fios de cabelo por dia. O problema é quando essa queda se acentua.

E também nem sempre essa situação demanda preocupação, já que a queda de cabelo costuma aparecer diante de situações pontuais como períodos de estresse, pós-parto, falta de vitaminas ou um desequilíbrio hormonal.

Mas como evitar que isso aconteça? É o que vamos descobrir neste artigo.

Ciclo capilar

Assim como vários elementos naturais, existe um ciclo de vida de cada um dos seus fios de cabelo. Inclusive, a queda é uma das etapas que faz parte dele.

O ciclo de vida do cabelo costuma durar, em média, de 2 a 7 anos e há, normalmente, três fases importantes que o fio passa durante o ciclo de vida do cabelo. 

São elas: anágena, catágena e telógena, que também podem ser descritas como crescimento, transição e queda.

Anágena: crescimento.

A anágena é a fase do cabelo ativo, quando as células mortas mais antigas são empurradas para fora do bulbo capilar, formando o fio. O cabelo cresce aproximadamente 1 cm por mês.

Catágena: transição.

Durante esta fase, o cabelo ainda é mantido no lugar no folículo piloso, mas para de crescer e se prepara para descansar e eventualmente cair. Em média, esta fase do cabelo dura aproximadamente 3 semanas.

Telógena: queda.

Por fim, o cabelo cai do folículo piloso, que permanece inativo por aproximadamente 3 meses e todo o processo é repetido, começando novamente na fase de crescimento anágena.

Cerca de 6% a 8% de todos os seus fios estão nesta fase de queda NATURAL agora. Ou seja, podemos entender que a queda de cabelo é totalmente natural até certo ponto.

Queda de cabelo anormal

Como citamos anteriormente, a queda de cabelo acima do normal pode ser causada por motivos pontuais como estresse, o pós-parto, a falta de vitaminas ou um desequilíbrio hormonal.

Ou, ainda, por alopécia.

A alopecia androgenética é a calvície caracterizada por herança genética. 

Ou seja, seus parentes próximos sofrem de calvície que aumenta progressivamente ao longo da vida. Nesse caso a probabilidade de você herdar esses genes é muito grande.

A alopecia sempre envolve a queda de cabelo. No entanto, nem sempre a queda de cabelo é alopecia.

Portanto, em casos de queda de cabelo pontuais, ao reequilibrar o organismo rapidamente os fios voltam a crescer grossos e com aspecto saudável. 

Diferente da alopecia, que pede tratamento mais complexo e não se aplicam apenas os cuidados que falaremos a seguir.

Leia também: Intradermoterapia: o procedimento que reduz a gordura corporal.

Como prevenir a queda de cabelos

Para prevenir quedas de cabelo pontuais, não genéticas nem sintomáticas de doenças, temos algumas dicas preciosas!

Se alimente bem e faça exercícios regularmente

Hábitos saudáveis não fazem bem só ao corpo, mas também ao seu cabelo. 

Para isso, ingerir proteínas, por exemplo, ajuda a proteger o seu cabelo de dentro para fora. 

Além disso, lembra que falamos do estresse como responsável pela queda de cabelos? Exercícios podem ser um grande escape ao estresse além de aumentar a circulação sanguínea, melhorando a saúde do couro cabeludo. 

Lave muito bem o seu cabelo ao aplicar condicionador

O condicionador sempre é aplicado com a condição de ser completamente retirado minutos depois. 

Isso porque não fazer a lavagem correta do produto acaba por danificar a estrutura capilar e impedir que as escamas sejam seladas. 

Por isso, verifique sempre se a água que escorre após o enxágue sai cristalina.

Evite misturar químicas

Tudo tem limite, e o seu cabelo só aguenta procedimentos químicos até certo ponto. 

Por isso, o ideal é escolher no máximo dois tratamentos e manter os cuidados e a hidratação em dia. 

A mistura de procedimentos deixa os fios porosos e fracos, tudo que não queremos, certo?

Jamais prenda o cabelo molhado

Um péssimo hábito para as madeixas, pois não permite que o couro cabeludo seque completamente – o que pode acumular fungos e criar caspa. 

Além disso, prender o cabelo molhado ou úmido também enfraquece a raiz e provoca queda.

Evite o uso de calor excessivo

Sempre que possível, use menos calor ao lidar com o cabelo. Não é necessário utilizar os seus aparelhos capilares na potência máxima, por exemplo.

Portanto, prefira secar e modelar o cabelo naturalmente. E se for o caso, invista sempre em bons protetores térmicos.

Leia também: Como melhorar o aspecto dos lábios?

Cuide das suas madeixas!

O seu cabelo sempre vai refletir diretamente nos cuidados que você tem com ele. 

Por isso, vale cuidar das suas madeixas tanto de dentro para fora quanto de fora para dentro.

Se seu cabelo está quebradiço e opaco, talvez você esteja cometendo alguns erros que acabam com a saúde dos seus fios. 

Vale rever seus hábitos para que você os tenha fortes e saudáveis de volta.

Esperamos que você tenha gostado desse conteúdo sobre cuidados com as madeixas. Inclusive, tem muito mais conteúdo sobre isso no nosso instagram!

Instituto Vitor Erlacher